Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2009

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


Pesquisar

 


QUANTO À DEPRESSÃO PÓS-PARTO

Quarta-feira, 17.06.09

Sim, é verdade, ela existe. Numas bate mais forte, noutras vai escoando devagarinho sem se dar por ela. Isto de ter o corpo a reajustar por tudo quanto é canto é uma das  difíceis tarefas deste novo trabalho que é ser mãe. A vida modifica por completo, e uma coisa é ouvi-lo durante 9 mesitos consecutivos (e eu ouvi centenas de vezes, e usei o diminutivo não para ser "queridinho" mas porque passam a voar) outra totalmente diferente é senti-lo na pele quando chega a hora. Os primeiros dias são complicados, não só nós nos vamos reajustando ao serzito que guincha pela casa toda como ele próprio se tem de reajustar à vida cá fora, pois que é muito mais confortável viver dentro das quatro paredes maternais, ah pois.. lá dentro não há cólicas, nem forme, nem frio, nem banhos, nem fraldas com bonecos totós a sorrir cobrindo cocó, nem álcool a 70ª a passar pelo umbigo todos os dias, nem gente grande chata que bate nas costas para ouvir com euforia um arroto (sim, nunca me deu tanta felicidade um grande arroto de homem, homem pequeno, mas homem).

Para começar, e como grande responsável para este estado semi-depressivo está o facto de no hospital nos passarem a chamar de "mamãs" assim que se é internado. Mas, minhas senhoras, eu tenho nome, e, embora tenha um grande orgulho de ter passado à categoria de mãe, não deixo de ser a Ana e de ter uma identidade. Passamos a fazer parte de um grupo de senhoras, todas de robe, chamadas de "Mamã" ...Já não basta este tremendo salto ocorrido em minutos nos quais temos um bebé na barriga e de repente já não temos, e essa sensação é estranha (entenderão, acredito, as que por tal tenha passado) para depois nos começarem a chamar de "Mamãs"?? Mudem isso depressa, até porque um dos baques mais fortes é, nos primeiros dias, se perder toda a "vida antiga" porque pura e simplesmente não se tem tempo. Não que a vida nova não seja altamente bela e aliciante, mas quanto mais consigamos manter a sensação de "vida antiga" melhor se ultrapassa toda esta etapa, que tem tanto de espectacular como de assustadora e extenuante. Para quem , como eu, está agora nos mesmos lençóis (literalmente, já que quase toda a minha vida agora é passada dentro de um quarto) : Força! Relativizemos que num espaço de meses será tudo alegria alegria!!! E desculpem lá esta catarse interactiva!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ana Galvão às 12:05

32 comentários

De Ezequiel Duarte a 17.06.2009 às 16:49

Lindo...
Há algum tempo que esperava ler um texto interessante e bonito, mas sobretudo na primeira pessoa, por quem passa pela experiência mais fascinante da existência que é dar vida.

Obrigado por este texto, vou guardá-lo e imprimi-lo para usar como recurso quando precisar.

Votos de bons e sonantes arrotos ao Pedro :)

ED

De Projecto Fralda Suja a 17.06.2009 às 17:01

Olá!
Antes de mais Parabéns pelo bebé!
Concordo a duzentos por cento com este post, também pensei assim quando dei á luz a primeira filhota, já lá vão uns anitos.

Bjo

De eppursimuove a 17.06.2009 às 19:10

Mande lá essa depressão para trás das costas :) Com um Nuno Markl em casa é impossível estar-se deprimido.

De jonasnuts a 17.06.2009 às 21:56

Habitua-te. Em todo o lado te chamarão de mãe. Na pediatra, nos consultórios, na farmácia, nas escolas, em todo o lado.


O meu tem quase 11 anos, e eu ainda embirro com isso. Debalde.

De lúcia a 18.06.2009 às 13:13

É mesmo assim, mas aproveite bem cada momento, mesmo os menos bons porque passam a correr.
Depois do mamã da maternidade, quando chegar à fase da escolinha passa a ser a mãe... Mãe isto, mãe aquilo. Mas a realidade é que apesar de identidade própria, vai ver que mãe é realmente uma função a tempo inteiro e digo-o com a maior alegria porque acho mesmo que é a melhor coisa do Mundo.
Desejo as maiores felicidades para o bébé, gosto muito dos vocês pais como profissionais e sigo o que fazem.

De andrea lupi a 18.06.2009 às 14:06

ah leoa! ja sobreviveste 11 dias! antes de mais muitos parabéns, a ti e ao Nuno! e manda-lhe um abraço meu. abraço cumplice, porque também vos posso dizer: bem-vindos ao clube :)
ah pois é, chorei como uma madalena. como dizia um prof de psicologia, sonhamos com um principe 9 meses e na rifa sai-nos um ratinho que so chora :p mas o outro post esta tao certo... ao fim do primeiro mes as coisas estao muuuuuuuuuuito mais calmas e depois é sempre a melhorar. e quando te da o primeiro sorriso esqueces tudo e ficas gàgà a olhar para ele e a tentar repetir a façanha! coragem, o primeiro mes (em que pensamos - Herodes, onde andas?!) passa depressa e leva os dramas com ele. ja so faltam 18 dias ;)
beijufas e ate breve

De rute gameiro a 18.06.2009 às 15:43

ui!!!!
é uma fase mt cumplicada , chorei muito pois chorei. tenho saudades da vida antes dos filhos, mas n era capaz de viver sem eles
é um misto de sensações únicas, dificil de explicar.
se arranjares uma esperguiçadeira podes viver mais para além do quarto. Os meus filhos faziam grandes sonecas lá deitados e qd estavam acordados (claro até aos 2 meses mais ou menos) eu levava a dita para todo o lado da casa com eles atrás. Ou então um marsupio , enfias o Pedro lá dentro e passeias.
Aproveita este tempo de manhã pela fresquinha e vai galderar com o gajo
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

ui!!!! <BR>é uma fase mt cumplicada , chorei muito pois chorei. tenho saudades da vida antes dos filhos, mas n era capaz de viver sem eles <BR>é um misto de sensações únicas, dificil de explicar. <BR>se arranjares uma esperguiçadeira podes viver mais para além do quarto. Os meus filhos faziam grandes sonecas lá deitados e qd estavam acordados (claro até aos 2 meses mais ou menos) eu levava a dita para todo o lado da casa com eles atrás. Ou então um marsupio , enfias o Pedro lá dentro e passeias. <BR>Aproveita este tempo de manhã pela fresquinha e vai galderar com o gajo <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>BjsForça</A> <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>rute</A>

De Ana (Porto) a 18.06.2009 às 15:51

Oi Ana!

Vou ser mãe (mas já me chamam mama no trabalho tbm sinto essa perda de identidade, que irritante!) em Agosto por isso é sempre bom ouvir estes desabafos de realidade. Existe uma pressão da sociedade a dizer-nos que como temos um bébe devemos estar felizes e claro as coisas não funcionam assim!

Muita força! E muitos beijos e claro não tas sozinha como ja viste as "mamas" estão contigo ouu vão passar ou passaram por isso.

Ana (Porto)

De R. a 18.06.2009 às 16:09

Muitos Parabéns pelo pequeno Pedro.
Adoro ler as vossas aventuras e ver o amor que brota daqui e do blog do Nuno. Faz-me acreditar que ainda há gente feliz, que ainda há uma hipótese de se alcançar aquilo que todos insistem em rebaixar e a apelidar de impossível nos dias de hoje.

Sempre me irritou chamarem mito à depressão pós-parto. Não tenho filhos, mas como mulher compreendo perfeitamente como e porque é que acontece. Quando a minha mãe teve a minha irmã mais nova, até eu senti esse choque que se passa de um dia para outro - num dia, todos me perguntavam se estava ansiosa por ir ter uma irmãzinha, e no outro, ela já estava cá fora a berrar incessantemente e a bolsar que nem uma doida. Se até eu, nos meus 6 aninhos inocentes, me senti assolapada com tanta mudança, imagine-se uma mãe; e imagine-se uma mãe que o é pela primeira vez. Claro que existe!

Passará, obviamente. Muitas felicidades pelo menino :)

De Ana Duarte a 18.06.2009 às 23:54

Eu ando constantemente a sonhar que estou grávida... o.O'

Deve ser castigo pelo que digo sobre as crianças. :P

Comentar post




Comentários recentes

  • Isabel oliveira

    Aproveito este espaço para vos fazer um Apelo! Tem...

  • D. Leal

    A minha pergunta é: Não existiria uma maneira mai...

  • Ricardo

    Vim dar aqui, ao ver alguns videos do Nuno Marlk n...

  • Ana

    que gira esta fotografia :)

  • RUIM

    olha o david a usar as piadas do woody allen.....